sábado, maio 14, 2005

Epílogo Triste

Epílogo Triste

Quando eu era feliz, não destilava tanta dor,
quando eu era feliz, você deve se lembrar,
eu quase nunca humilhava ninguém.
Eu era feliz!
Quando eu era feliz isto me bastava, apenas.
O fato de ser feliz,
fato este que não me deixava pensar em nada que não coisas felizes.
Eu era feliz, muito feliz,
nem imaginava, disto você deve com certeza absoluta lembrar,
o que era um coração partido.
Ouso dizer que naquela época nem imaginava que não existia coração,
não imaginava que não existia felicidade.
Eu era um paradoxo!
Era feliz, mesmo não existindo o sentimento, a sensação felicidade.
Como sou triste hoje!
E como sou tão mais triste em saber que já, um dia, não fui tão triste,
que um dia não fui nem triste,
que um dia...fui feliz...paradoxal...
um dia existi plenamente...
...hoje não mais existo.

* Eu escrevi esse poeminha hoje.

Um comentário:

moRena disse...

Então você tá atualizando isso!
Que lindo!
=******