sábado, outubro 02, 2010

Micro-resenhas - um panorama da (minha) semana de series (26/09-02/10)

De novo de volta para comentar as series que vi na semana. Vocês vão notar que coloquei Chuck junto com as outras dessa vez, e farei assim, a não ser que algo muito relevante precise ser analisado de maneira sistemática. Também perceberão que não analisei Dexter como havia dito, isso é porque ainda não assisti o season premiere, pelo simples motivo de que gostei tanto da temporada passada que estou com medo de começar a nova... sim, isso é gay, eu sei disso... mas resenho Glee e acho que nada pode ser mais gay que isso.

Chuck episódio 4X02



Depois de um episódio sensacional de estréia, o que a serie nos reservou essa semana? Outro episódio sensacional. Sério Chuck não para de melhorar desde sua já ótima temporada de estréia.

Aqui a serie volta a tratar dos conflitos do relacionamento entre Chuck e Sarah, que já haviam sido foco, ainda que discretamente, no episódio passado. A dificuldade da espiã em se fixar é uma grande sacada dos roteiristas e rendeu bons momentos, como Chuck tentando se desculpar com Sarah no meio da missão, alias, é incrível como Chuck sempre se distrai da missão para discutir relação.

A serie continuou com a tradição de convidados ilustres e Lou Ferrigno, ainda que tenha realmente feito só uma ponta, foi um tiro certeiro.

Mas o melhor do episódio foi mesmo a cena de Morgan explicando para a General Beckman que a Buy More deve ser ineficiente, para que seja um disfarce competente. Os agentes se jogando no chão para arrumar a bagunça de Morgan instantaneamente foi das melhores coisas do seriado em qualquer temporada. E Morgan com gerente da Buy More vai rendar algumas das melhores piadas da temporada, tenho certeza disso.

O retorno dos antigos empregados também foi ótimo, alias,  quantas vezes Casei teve que atirar em Jeff para que ele desmaiasse?

O final do episódio puxou pelo lado romântico da série e a declaração da loirinha (ahh Yvonne Strahovski!) 'Você é o meu lar Chuck, você sempre foi' foi sinceramente emocionante. A ideia de ter filhos parece ter abalado realmente Sarah, como vimos na última cena do episódio e parece ser o tal Calcanhar de Aquiles que Morgan disse para Chuck, ainda que seguir um conselho de Morgan seja muito pouco recomendável.

cotação: 



Bones episódio 6X02



Bones é outra serie que não perdeu o ritmo da estreia, nos entregando um ótimo episódio novamente. O caso não foi lá muito interessante, ainda que a piada com George Clooney tenha sido ótima. Mas achei que a solução foi meio previsível, eu desconfiei desde o começo do episódio e não sou exatamente brilhante para descobrir assassinos.

Mas se o caso falhou um pouco, a relação entre as personagens compensou tudo. Realmente foi bacana ver que a namorada de Booth é legal e não causa raiva no espectador (como costuma acontecer em casos assim), e os sentimentos de Temperance parecem ter extrapolado da interpretação de Emily Deschannel, o que - confesso - causo aflição em mim. Realmente triste esse auto-engano de Bones. Pela primeira vez começo a pensar que esse romance precisa de uma solução urgente.

cotação:



The Big Bang Theory episódio 4X02 



Ótimo episódio, do nível dos melhores da série! A ideia de Sheldon usar um 'robô' para não ter que sair do quarto e ter risco de se machucar foi genial e resultou em cenas que me fizeram chorar de rir. A interação entre Panny e Sheldon continua um dos pontos altos da série, e espero que continuem investindo nisso.

Diferente da maioria dos episódios da temporada anterior, nesse - assim como já havia sido no 1º - todo mundo tem seu tempo e seu destaque, tirando um pouco do peso das costas do sensacional Jim Parsons. Realmente os prognósticos para essa temporada são os melhores possíveis.

PS: a cena com Steve Wosniak foi um presente para os nerds!

cotação:



House episódio 7X02



Esse episódio foi melhor que o season premiere, mas a série rende bem mais que isso, todo mundo sabe.

Thirteen ter tirado 'uma licença' acabou sendo uma benção, convenhamos, apesar de Olivia Wilde ser lindíssima, a personagem é terrível e nunca acrescentou nada de bom à trama. O destaque da interação entre as personagens foi Wilson não acreditando em House e Cuddy tendo que provar para ele que era verdade. O clima no hospital, culminado na briga entre os dois também rendeu boas cenas, mas o do episódio foi o caso, provando minha tese de que House precisa urgentemente se livrar desse 'quê' de Grey's Anatomy que tomou conta da série desde a 4ª temporada.


cotação:



Grey's Anatomy episódio 7X02 



E falando em Grey's, mais um grande episódio, no nível do season premiera, que já havia sido sensacional.

Esse se focou em Young (sempre um acerto)e ver a fragilidade dentro de Cristina é simplesmente espetacular. Ficou claro que ela iria demonstrar mais isso nessa temporada, mas não imaginava que fosse desmoronar dessa maneira, dentro da sala de operação. E que cena fabulosa de Grey indo socorrê-la, invadindo a SO.

E o encerramento com Cristina percebendo que está vazia por não conseguir mais fazer o que a define como ela mesma, e Meredith recebendo a permissão de operar depois de desistir de postergar seus problemas. Adoro como Greys anatomy toca a história pra frente, sem fillers, a serie não precisa deles.

PS: Cristina quase bateu o recorde mundial de casamento mais rápido que ainda pertence ao Denis Rodman, quando ele casou com ele mesmo, lembram?


cotação:



Glee episódio 2X01



Novamente o episódio começou ótimo, com aquela explicação completamente sem sentido da Brittany sobre o porquê dela não gostar da Britney Spears e a piada com o 'Leave Britney Alone'. E novamente no final Glee nos entrega um episódio completamente abaixo do que pode. Com o agravante dessa vez, de ser ainda pior que de costume.

Esse episódio sofre do mesmo problema do episódio da Madonna, nenhum bom motivo para o tema e devo dizer que as músicas entram até mais imbecilmente do que naquele episódio. Alucinações na cadeira do dentista? Fala sério! Também não gostei muito de simplesmente refazerem clipes da Britney como os números musicais, me pareceu preguiça de pensar dos roteiristas.

Esse episódio não faz sentido algum e a tentativa de explicar uma muleta narrativa tão fraca, pelo discurso de Artie sobre o gás do dentista, chega a ser ofensiva. Sem falar que novamente assim como os episódios de Madona e Lady Gaga, a trama foi suprimida da serie por uma semana. Ou os outros alunos já esqueceram que Rachel ferrou o clube no episódio passado?

Falando em Rachel, ela é a personagem de TV mais chata desde que Foreman virou um pé no saco. E Sue Silvestre demorar 23 longos minutos para aparecer em uma série que é basicamente segurada apenas por sua presença é CRIME! O que é comprovado com fato de que mesmo aparecendo ridículamente pouco ela conseguiu soltar a única boa frase do episódio: 'Serio Will, você veste mais coletes do que todo o casting de Blosson'.

No final, com uma temática toda de Britney Spears, o único número bom do episódio foi o último, com uma música que não é de Britney... EPIC FAIL.

Uma pena que Glee continue desperdiçando um grande plot, se enfiando na mediocridade. 

PS: pra não dizer que não houveram boas coisas nesse episódio, a burrice de Brittany continua rendendo boas piadas e tive uma crise de riso com a vergonha alheia do número de Toxic... isso deve valer de alguma coisa.


cotação:

2 comentários:

Anônimo disse...

Non nudes [url=http://www.123video.nl/members/gebruiker.asp?MemberID=9830106&Name=Nudecelebrities&CU=0] naked tape[/url] all naked celebs

Ema B. disse...

Grey´s Anatomy é seriado é muito bom, tem um pouco de comédia e drama na medida. Além do que a trama é muito bem feita. Gosto muito, o que me incomoda é esses intervalos de semanas, princpalmente nessa 8a temporada.